Atendimento:

8:00 - 18:00

Ligue:

(82) 3336-4247

5 Estratégias de Sucesso que todo Empreendedor deve conhecer

5 estratégias de sucesso que todo empreendedor deve conhecer

As estratégias de sucesso que todo empreendedor deve conhecer e melhor, colocar em prática. Afinal, sabemos que essa jornada não é fácil e muitas pessoas desistem por não terem conhecimento no assunto. Por isso, anote essas dicas e tenha melhor retorno na sua empresa. Veja!

Conheça a fundo o seu público-alvo e crie estratégias com base nele

O seu público-alvo é o grupo de pessoas que se interessa por seu produto ou serviço, é ele quem irá consumir. Portanto, tudo o que você fizer deve ser levando em consideração essas pessoas, seus gostos pessoais, hábitos etc.

Para entender mais a fundo, é interessante traçar o perfil da sua persona, que é uma figura semifictícia que representa esse público de maneira mais personalizada. Assim, é possível ter em mente como suprir as necessidades do público e atrai-lo para sua empresa.

Procure diversificar seus canais de venda conforme as tecnologias atuais

Hoje temos muitas opções tanto na venda quanto nas formas de pagamento, que estão mais modernas e com menos contato físico. Com o aumento das vendas online em 2020, é de se esperar que os consumidores valorizem cada vez mais essa experiência pelas suas vantagens.

Então, uma dica interessante, a fim de atender o máximo de pessoas possível, é trazer diferentes canais de atendimento, junto às formas de pagamento mais modernas junto às tradicionais.

Saiba o valor dos seus produtos ou serviços

Você e seus vendedores devem conhecer o produto a fundo, ou seja, saber detalhadamente como ele pode suprir as necessidades do seu público-alvo. Não importa o setor de atuação, é preciso conhecer para que tenham maneiras de colocar estratégias de venda na hora de apresentar o produto.

Medidas simples, como apresentar primeiro o valor e depois o preço pode aumentar suas vendas consideravelmente. Se atua sozinho ou com uma equipe de vendas, não importa, essa é a melhor alternativa para valorização dos produtos e serviços.

Não subestime a internet e as redes sociais

Não podemos deixar de falar em como as redes sociais abrem portas para que sua empresa seja conhecida. Muitos setores conseguem obter vantagens na produção de conteúdo online, seja em sites, blogs ou redes sociais, tenha cuidado para não subestimar essa ferramenta preciosa.

Estar perto do seu público-alvo é algo muito valioso, você consegue se manter na lembrança dele por meio de postagens. Sem contar que alguém da sua região encontra facilmente sua empresa em uma busca rápida pelo assunto.

Conte com ajuda profissional em campos que não tenham conhecimento

O jeitinho brasileiro pode atrapalhar a vida do empreendedor em alguns sentidos, o principal deles é querer resolver problemas que vão além do seu campo de conhecimento. Exemplo disso é tentar dar conta de trâmites fiscais, problemas contábeis, sendo que não tem formação na área.

Então, saiba que é muito mais seguro encontrar um contador de confiança para auxiliar nesses detalhes do dia a dia. Sabemos que nossa burocracia é grande e não tem como “dar um jeitinho”, é preciso ter atenção aos pagamentos de impostos para não ter problemas com a justiça. Entre em contato com nossa contabilidade, teremos o prazer em atender você!

Essas são as estratégias que podem ser aplicadas para diversos empreendedores, que ajudarão a ter o tão sonhado sucesso. Por isso, pense bem sobre essas dicas e veja como podem ser aplicadas em sua empresa.

5 ideias de negócios para abrir em 2021

5 ideias de negócios para abrir em 2021

A pandemia do novo coronavírus alterou as configurações de mercado em 2020. Dessa forma, neste ano, vários segmentos empresariais se destacam e o olhar de quem deseja empreender precisa estar focado nas principais áreas de negócios para abrir em 2021.

Felizmente, a maioria pode ser viabilizada com pouco capital e, muitas vezes, com retornos rápidos e que ajudam a expansão da empresa em médio prazo. Tudo, claro, feito com planejamento e, se possível, com contribuição de entidades como o próprio Sebrae.

Dito isso, confira 5 ideias de negócios para abrir em 2021 para começar (ou retomar) a sua vida como empreendedor(a).

1. Clubes de assinatura

Nenhum modelo de negócio teve tanta adesão e receptividade do público quanto o clube de assinaturas. Isso porque é possível apostar em qualquer segmento de mercado: o importante é focar na qualidade dos produtos enviados mensalmente aos clientes.

Essa ideia para 2021 segue uma tendência de alta, visto que as compras pela internet crescem cada vez mais. Também, com uma renda mensal paga pelos assinantes, é possível manter um ótimo fluxo de caixa.

2. Alimentação saudável

O segmento que mais cresceu proporcionalmente na última década foi o da alimentação saudável. E, claro, esse tipo de negócio não apenas segue em alta, como deve ser um dos setores líderes em 2021.

Sejam empresas físicas ou virtuais, há todo um potencial a ser explorado, principalmente com as novidades de alimentos do gênero que surgem. Ainda, cada dia mais empresas apostam na alimentação saudável para seus colaboradores, tornando uma atrativa opção de parcerias corporativas.

3. Produtos para pets

São cerca de 140 milhões de pets em todo o país. E o número não para de crescer. Assim, apostar neste tipo de negócio em 2021 é ir de acordo com a alta de mercado que só cresce – e que deve reaquecer após os efeitos causados pela pandemia em 2020.

A vantagem é que este tipo de segmento – produtos para pets – conta com uma diversidade de produtos. Ainda, é possível focar apenas em determinados nichos, como: cachorros, gatos, peixes, alimentação, produtos de higiene entre outros.

4. Alimentação em delivery

Em 2020, os serviços de alimentação tiveram no delivery sua forma de sobrevivência com as restrições impostas pela pandemia. Como o brasileiro ‘aprendeu’ a fazer os pedidos por meio desse método, empresas focadas no delivery despontam como uma das principais apostas – se não a maior em 2021.

A grande vantagem é que, nesse tipo de mercado, é opcional uma área de atendimento ao público. Pode-se focar apenas na entrega, o que gera menos gastos estruturais e de equipe, mas, mesmo assim, mantendo o alto rendimento que a alimentação em delivery proporciona.

5. E-commerce

Para complementar as principais ideias de negócio para abrir em 2021, o e-commerce desponta, em vários segmentos de mercado, como o mais viável para grande parte dos empreendedores.

Com menos gastos de manutenção, estoque, estrutura e equipe, é possível começar com pouco capital. Ainda, pode-se montar sua loja virtual, além das ideias que citamos acima, em várias outras proeminentes áreas: informática, beleza, vestuário entre outros.

O importante, dentro do e-commerce, é identificar qual segmento é mais compatível com sua possibilidade de empreender e o capital disponível. Todavia, podemos afirmar que esta não é uma tendência apenas para 2021, mas para toda a próxima década.

4 passos para conquistar mais clientes na internet

4 passos para conquistar mais clientes na era da internet

Toda empresa bem-sucedida precisa apenas de uma coisa: conquistar clientes. Ela pode ter o produto ou serviço mais eficaz para solucionar determinado problema, mas se não houver quem acredite nisso e compre seu produto, de nada adianta.

Mas como fazer isso? Como conquistar clientes, principalmente na internet? Essas são as perguntas de “1 milhão de dólares”. A verdade é que não existe uma receita mágica que funcione perfeitamente.

Isso não quer dizer que tudo está perdido e você deve desistir. Claro que não! Pode ser difícil, mas não é impossível. Sendo assim, este post irá trazer sugestões de alguns passos que você pode tomar para atingir seu objetivo.

1. Conheça o seu público-alvo

Esta é uma das questões mais importantes para quem quer conquistar clientes. É preciso saber para quem você irá vender seu produto/serviço. Assim, você poderá adequar a funcionalidade do que produz com as necessidades reais do seu público-alvo.

Através da internet isso se torna um pouco mais fácil, pois existem muitas ferramentas que ajudam neste trabalho. Você pode observar o comportamento do cliente em seu site, pode pedir para que responda algum questionário ou pode ainda observar seus comentários, por exemplo. Isso tudo ajuda a conhecer melhor o seu cliente.

2. Ofereça um bom atendimento

O público online é muito imediatista. Ele não quer (e não pode) esperar seu site carregar ou que você entre em contato daqui a alguns dias para tirar suas dúvidas sobre seu produto ou serviço.

Por isso que um bom atendimento é importantíssimo para que você consiga conquistar um cliente via internet. Afinal, ninguém gosta de ser mal atendido. O bom atendimento faz com que o cliente compre de você e não do seu concorrente.

3. Invista em marketing digital

Se a sua empresa tem presença online, investir em marketing digital é fundamental. Ele irá criar estratégias para que seu cliente chegue até você e para que sua empresa venda mais. E o custo disso nem sempre é tão grande quanto o da propaganda para empresas físicas.

Criar um blog, lançar um e-book e manter o contato ativo por redes sociais são algumas das estratégias que o marketing digital trará para que sua empresa conquiste novos clientes e mantenha os antigos.

4. Presença nas redes sociais

Esta questão é tão importante que, embora a tenhamos citado no item anterior, vamos falar um pouco mais dela. Você precisa ter em mente que a grande maioria da população está nas redes sociais. Por isso, sua empresa também precisa estar nelas.

Claro que não é preciso ter todas as redes sociais. O marketing digital de sua empresa definirá quais delas são mais adequadas. No entanto, o fundamental é nunca deixar de lado a interação com seu público pelas redes sociais para conquistá-lo cada vez mais.

Se você resolver seguir um ou mais passos do que citamos acima, a probabilidade de conquistar sucesso e clientes será muito maior. Por isso, não fique parado. Planeje e coloque já a mão na massa. Seus clientes estão esperando por você.

Esses passos toda empresa deveria fazer, mas além de conquistar mais clientes é preciso que a empresa esteja totalmente legalizada e isso é possível com a assessoria de uma boa contabilidade. Por isso, se tem dúvidas sobre sua empresa, ligue pra gente!

 

Empreendedorismo Feminino

As principais ideias de negócios para as mulheres começarem no ramo empreendedor

Empreender se tornou uma verdadeira tendência para muitos indivíduos que desejam conseguir um dinheiro extra, realizar seus sonhos e entrar no mundo dos negócios de maneira genuína.

Para se ter uma ideia, esta estratégia tem dado tão certo que, em 2020, o Brasil já contava com 25% da população adulta abrindo seus próprios negócios, o que foi considerado um marco para a história do país.

Além disso, ao menos 24 milhões dos indivíduos que tomam esta decisão são mulheres. Logo, é possível afirmar que o estilo de vida girlboss tem se tornado cada vez mais forte, levando diversas jovens e senhoras a darem a volta por cima e serem donas de suas próprias carreiras.

Ainda assim, quais seriam os principais ramos de atuação para elas? Primeiramente, é importante reforçarmos que não há estereótipos de profissões consideradas femininas ou masculinas. Contudo, traremos algumas dicas que tem se aplicado muito bem ao gênero e surpreendido. Confira:

 

1. Serviços educacionais

 

A educação é, definitivamente, um setor dominado por mulheres. Por este motivo, muitas das que querem empreender procuram abrir empresas voltadas para este segmento.

Neste quesito, desde companhias voltadas inteiramente para aulas particulares, cursos de idiomas, tutoriais online ou até preparatórios para concursos ou vestibulares, existe uma infinidade de possibilidades a serem desenvolvidas.

 

2. Arquitetura e design de interiores

 

É cientificamente comprovado. Mulheres são capazes de distinguir tons de cores que parecem idênticos aos homens. Além disso, elas conseguem ser mais detalhistas com pontos chave para um projeto, tornando-as fundamentais em design de interiores e empreitadas arquitetônicas.

Por este motivo, muitas delas decidem dar origem ao próprio negócio voltado para este ramo. E, inclusive, conseguem se sair muito bem ao ajudarem as pessoas a criarem espaços atraentes e funcionais em suas casas ou corporações.

 

3. Beleza

 

Por mais clichê que possa parecer, não há quem dialogue melhor com o ramo de beleza do que as próprias mulheres. O problema, no entanto, é que, apesar delas constituírem a maior parte dos consumidores desta indústria, apenas 29% dos executivos destas empresas é composto pelo público feminino. E isso precisa mudar!

Cada vez mais, as mulheres estão entrando neste mercado e aqui, vale lembrar, a gama é tão ampla que não há como desconsiderar a possibilidade. Seja para cabelos, unhas, cosméticos, cuidados com a pele, maquiagem ou até estética, este é um ramo que tem crescido consideravelmente e que merece uma chance de ser o seu novo negócio.

 

4. Desenvolvimento de aplicativos

 

Quem disse que as mulheres não podem empreender digitalmente e crescer com a ajuda da tecnologia? É preciso desmistificar a ideia de que todos os que trabalham no setor são homens com um estilo de vida geek a ser seguido.

As habilidades de codificação podem ser femininas e, o melhor, podem ser um segmento bem interessante, dada a grande variedade de aplicativos úteis que tem sido consumida no mercado.

Por isso, se você deseja trabalhar para si mesma e abrir um negócio voltado inteiramente para a programação, você pode se concentrar neste desenvolvimento e ainda adicionar um toque centrado na mulher, voltado inteiramente para este público-alvo.

Pense nos pequenos problemas que você encontra todos os dias e como um aplicativo poderia resolvê-los. Você pode construir um item voltado para segurança pessoal, para fazer novas amigas, para personalizar cuidados com a pele e muito mais!

Ainda assim, tenha em mente que, independentemente da carreira que lhe traga o sucesso, é preciso que ela seja realizada com paixão e livre de quaisquer pré-conceitos acerca do seu gênero.

Portanto, empreenda com amor, sabedoria e responsabilidade. E, claro, não esqueça de contar com a ajuda de um bom escritório de  contabilidade. Você vai precisar de toda a ajuda necessária neste primeiro momento! E estamos prontos para te auxiliar!

Como perder o medo de Abrir seu próprio negócio

Como perder o medo de abrir seu próprio negócio?

Abrir o próprio negócio é um sonho, ou um grande objetivo, para muita gente. E tão comum quanto ter esse sonho, é a presença do frio na barriga de medo que surge ao se imaginar liderando a própria empreitada.

Se você deseja assumir seu lado empreendedor, mas ainda tem insegurança, nós separamos algumas dicas para que você saiba como perder o medo de abrir o próprio negócio.

Passe do medo para o conhecimento

Sim, o desconhecido é temeroso, nosso cérebro é programado para se afastar do que não conhecemos e isso funciona como mecanismo para a nossa sobrevivência. Portanto, saiba que esse medo é esperado. E mais do que isso, é possível de ser superado.

Um dos caminhos mais efetivos para superar o medo do desconhecido é por meio da preparação com muito conhecimento. Ter um bom embasamento teórico antes de abrir o seu negócio dará a você mais confiança para seguir adiante.

Procure saber o suficiente sobre gestão de negócio, empreendedorismo, sobre o seu ramo de atuação, a região que pretende trabalhar, a legislação do setor desejado, se há demanda para o seu serviço, qual será o seu diferencial e como fazer o seu marketing.

O SEBRAE é uma excelente fonte especializada sobre todas essas questões.

Outro ponto que te ajudara a vencer o medo abrir um negócio, é ter uma consultoria contábil especializada. São profissionais que vão lhe orientar sobre todos os trâmites para a abertura da empresa, bem como os impostos a serem pagos, como são os procedimentos para contração e desligamento de trabalhadores, e como organizar a movimentação do caixa e controlar as finanças da sua empresa. Essa assessoria contábil é um apoio essencial para te dar segurança e legalidade em todo o processo de início da sua empresa.

Ter conhecimento dará clareza sobre como é a vida de empreendedor, ajudará no caminho para o sucesso e resultará na marca de empresa que sobreviveu aos difíceis anos iniciais e prosperou.

O conhecimento deve se transformar em ação

Com todo o conhecimento adquirido em mãos, o medo inicial já vai começar a se diluir e o próximo passo para vencer o medo de abrir um negócio próprio é passar para a ação. Tenha a coragem de assumir seu espírito empreendedor e passe do sonho para o plano, e do plano para a ação. Use seu foco, disciplina e vontade de inovar e aperfeiçoar para executar um planejamento. Com todos os critérios e informações que você descobrir que são necessários estudando sobre como empreender, elabore um plano de negócio.

O plano de negócio será seu mapa, um guia, para saber quais etapas devem ser cumpridas e quando elas acontecerão. Ele te ajudará a saber como está o controle do capital inicial e como está a provisão de lucro, o que precisa ser feito, o que precisa ser mudado.

Se grande parte do medo de abrir um negócio é causada pelo medo do desconhecido, o plano de negócio lhe orientará com segurança. E não hesite em procurar por gestores profissionais e consultorias especializadas quando sentir que precisa de ajuda.

Então, vamos lá? Conhecer e agir é o melhor jeito de superar o medo de abrir um negócio.

Empreendedorismo e Inovação Entenda Mais sobre esta ligação

Empreendedorismo e inovação: entenda mais sobre esta ligação

Vivemos a era da transformação digital, logo, a tecnologia está ditando cada vez mais a sociedade e o mundo corporativo. O empreendedorismo também é uma expertise cada vez mais elementar no mercado.

Nesse sentido, os conceitos de inovação e empreendedorismo estão cada vez mais alinhados e devem orientar todo o trabalho exercido dentro de uma organização.

Inovar e empreender são alternativas fundamentais para empreendedores que almejam sair da zona de conforto e prosperar nos negócios, sendo um diferencial competitivo notório.

A importância da inovação

O conceito de inovação, no âmbito corporativo, diz a respeito à criação de algo que se destaque e seja diferente dos produtos tradicionais no mercado.

Cada vez mais as empresas vêm percebendo a importância da inovação como diferencial competitivo em um mundo corporativo cada vez mais qualificado.

Aliás, cada vez mais a cultura organizacional das empresas precisa incentivar as inovações e estimular a criatividade de seus colaboradores.

Na conjuntura atual do mercado não dá para trabalhar de maneira engessada. Sair da zona de conforto é mais do que necessário nas configurações atuais da sociedade.

Empreender tem como um de seus preceitos fundamentais enxergar oportunidades e assumir lideranças. Logo, é fácil associar como ambos os conceitos são complementares.

A junção dos conceitos em questão permite utilizar de forma estratégica e inovadora soluções de mercado que possam transformar significativamente uma marca ou um serviço em questão.

O mundo está muito dinâmico, a tecnologia é incessante, logo, é natural que os empreendimentos acabem caminhando para estas tendências para não ficarem estagnados.

A experiência do consumidor – cada vez mais exigente -precisa ser inesquecível. Mas para assegurar uma experiência satisfatória não dá para apostar em velhas fórmulas.

Contudo, não se trata de uma inovação a qualquer custo. É preciso ter estratégias sólidas, uma vez que para a inovação se consolidar, ela precisa trazer um bom retorno financeiro e satisfazer as expectativas do mercado.

Como inovar em um empreendimento

Não tem como empreender sem ousar, sem ter liberdade criativa para testar ideias e trabalhar com conceitos que saem do tradicional. Quem anseia empreender precisa trabalhar com projetos que sejam diferentes e que provoquem uma mudança de protocolo no que já é habitual no mercado.

Para tanto, é preciso enxergar as oportunidades advindas do mercado e trabalhar para ocupar espaços que ainda estão em déficit no mundo das organizações.

Inovar deve ser uma meta primordial dentro de um plano estratégico de uma organização, independentemente do seu tamanho.

Para tanto, é preciso investir em eventos e segmentos similares que propiciem uma troca produtiva entre os profissionais, de forma a estimular novas ideias.

Além disso, é preciso fazer pesquisas recorrentes de mercado para identificar como trabalhar de forma diferenciada e explorar novas possibilidades de serviços.

A cultura de inovação deve ser implementada na cultura organizacional. O DNA de uma organização deve trazer este diferencial competitivo pautado em ideais de vanguarda, que fujam de modelos padronizados e engessados.

Conheça os nossos serviços

Acesse o nosso site e conheça melhor os nossos serviços. Entre em contato com a nossa equipe por meio dos nossos telefones.

5 dicas para conquistar novos clientes

Além de manter os clientes que já tem, o empreendedor precisa agir de forma a trazer outros para sua carteira. Estratégias já usadas podem ser repetidas e outras podem ser adicionadas. O objetivo do empresário deve ser sempre fidelizar e atrair. Neste artigo, você vai conferir 5 dicas do que fazer para atrair mais pessoas para seus produtos ou serviços. Veja!

1. Pesquisar o mercado para potenciais clientes

A pesquisa mercadológica serve para diversos fins. E entre eles está aquele que precisamos agora: o de identificar novos clientes. Em geral, a ferramenta usada é um questionário elaborado de acordo com a necessidade do empresário: trazer novos clientes, novos fornecedores ou o que mais for preciso.

Justamente por ser uma necessidade para conquistar novos clientes, hoje já existem muitas empresas especializadas nesse tipo de serviço. O empreendedor que deseja expandir a carteira de clientes deve considerar a contratação de uma pesquisa.

2. Usar a Internet

O mundo inteiro usa os motores de busca para procurar o que querem e precisam. Então, o melhor outdoor agora é a internet. É bom que o empresário saiba usar bem os recursos digitais para trazer prospectivos consumidores. Podemos listar os principais:

Marketing digital

São as estratégias para dar visibilidade à sua marca na internet. Ela pode envolver conteúdo textual e gráfico em blogs integrados ao seu site.

SEO

SEO é a sigla em inglês de otimização para motores de busca. É uma maneira de posicionar sua página nas primeiras páginas em sites de busca como o Google.

Redes sociais e Youtube

Instagram e Facebook têm bilhões de visitas diárias. Só essa já é uma razão mais do que suficiente para investir nas redes sociais em busca de novos clientes. Outra forma de gerar leads é o Youtube. Expor os produtos ou serviços no Youtube pode trazer potenciais clientes que não tem o hábito de ler textos extensos. Use também o LinkedIn, que é uma rede social com recursos voltados a negócios, como o Sales Navigator.

3. Atender com excelência

Pouco adianta trazer novos clientes se não houver fidelização. Um fato é que o bom atendimento é imprescindível para isso. Quem é bem atendido, fica. Quem é mal atendido, além de não voltar, desaconselha outras pessoas a procurar seu produto ou serviço, além de usar canais da internet para reclamar.

Um atendimento humanizado, que faz com que o cliente se sinta acolhido, facilmente fará com que ele fale bem da sua empresa para quem ele conhece. Assim, você o fidelizará. E fidelizar faz recomendar.

4. Conhecer as necessidades dos novos clientes

A necessidade do cliente também pode ser conhecida através das pesquisas de mercado. Mas outra ótima forma de conseguir essas informações é por conversar com os potenciais clientes. Perguntar diretamente e escutar o que ele diz facilita oferecer o produto que ele precisa.

5. Estimular Indicações de clientes atuais

Sempre lembre o seu cliente atual de recomendar sua empresa a outras pessoas. Uma maneira de promover essa ação é por oferecer descontos ou bônus em seus serviços a cada novo cliente trazido. É uma estratégia que fará o seu cliente atual se sentir motivado a trazer amigos, parentes e colegas de trabalho.

Passo a passo para aumentar a produtividade do seu negócio

Em um mercado tão saturado de novidades, é muito difícil para o empresário de hoje em dia se destacar entre os demais e encontrar lugar entre as grandes empresas.

Por que aumentar a produtividade da empresa é algo importante?

Com o avanço da tecnologia e as descobertas de novas pesquisas, hoje se tem noção do que é necessário para melhorar o sucesso empresarial e aumentar a produtividade de um negócio – fazendo crescer as chances de uma empresa bem-sucedida no mercado atual.

Todo empresário hoje deve ter foco principal em não cair em obsolescência, mantendo-se sempre atualizado com as mais novas tecnologias, automatizações e estratégias mercadológicas.

Como aumentar a produtividade do meu negócio?

Para os que têm dúvidas quanto à abordagem de gestão para o crescimento de um negócio, abaixo estão conglomeradas uma série de dicas para aumentar a produtividade de seu negócio nos dias atuais.

• Estruture um plano de metas e objetivos:

As metas são importantes para indicar o caminho que se precisa trilhar até alcançar o objetivo estabelecido, então é de vital importância para o crescimento de uma empresa que os diversos setores possuam metas e incentivos para atingi-las.

Além disso, é importante que as metas sejam específicas para cada finalidade, pois dentro do plano de metas a gestão de uma empresa vai achar oportunidades para inovar, ampliar serviços, alcançar objetivos e tornar cada área mais eficiente, possibilitando aos poucos a instituição de metas cada vez mais ambiciosas e, portanto, o crescimento da empresa – setor a setor.

• Treine seus colaboradores:

Os colaboradores devem refletir a imagem da empresa, vestir a camisa. O treinamento é importante para que a empresa consiga extrair o potencial máximo de cada funcionário de forma que consigam se tornar cada vez mais produtivos, trabalhando alinhados e em sintonia.

A capacitação técnica do pessoal está diretamente relacionada com sua produtividade diária, de forma que os treinamentos capacitadores têm potencial para lapidar os colaboradores e torná-los mais produtivos e engajados – é um investimento que vale a pena mesmo para as menores empresas.

Quando não há capacitação, os funcionários podem acabar gerando custos para a empresa através de erros e retrabalhos.

• Estimule e otimize a comunicação interna:

O alinhamento entre as diferentes áreas de um negócio pode ser a chave do sucesso. Muitas empresas hoje em dia investem em sistemas de software integrados para atingir esta conexão entre os diferentes setores de um negócio.

Quando há integração entre as áreas a empresa evita a duplicação de informações, retrabalhos e otimiza a produção, sem falar que as tomadas de decisão se tornam mais fáceis uma vez que todos os dados se conectam de forma direta.

• Utilize a tecnologia a seu favor:

Empresas que se deixam cair em obsolescência tendem a ser substituídas por empresas mais novas, de forma que aumentar a produtividade também significa utilizar de novas tecnologias para otimizar a criação de novos e mais atraentes produtos.

• Automatize atividades repetitivas:

Quando se mantém atividades repetitivas de forma manual, uma empresa se sujeita a muito mais erros humanos e à desaceleração de seu crescimento – uma vez que a automatização de processos repetitivos garante a otimização destes processos, acelerando a produção como um todo.

Desafios encontrados no Empreendedorismo Feminino

Desafios encontrados no empreendedorismo feminino

O ato de empreender, por si só, já é muito desafiador. Ele envolve o acúmulo de funções variadas, disponibilidade de tempo, mecanismos de estímulo, entre uma série de outros fatores.

Quando se fala de empreendedorismo feminino então os desafios são potencializados. Isso acontece porque não há, historicamente, os mesmos estímulos direcionados aos homens.

Felizmente essa realidade vem mudando nos últimos tempos. O empreendedorismo feminino tem ganhado força e relevância, não somente no Brasil como mundialmente.

De acordo com relatório especial sobre Empreendedorismo Feminino no Brasil, divulgado em 2019 pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), as mulheres representam 48% dos microempreendedores individuais (MEIs) do país.

Além desse dado expressivo, outros indicadores apontam uma maior participação da mulher na vida econômica brasileira como empreendedora de suas atividades.

Segundo levantamento da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), considerada a principal pesquisa sobre empreendedorismo no mundo, o Brasil ocupou em 2018 a sétima colocação no ranking de países quando se fala em proporção de mulheres à frente de novos empreendimentos.

Apesar dessas conquistas, o caminho do empreendedorismo feminino ainda é cercado de muitos obstáculos e desafios. Quais os principais?

O empreendedorismo por necessidade

Todas as pesquisas mostram que, além de questões sensíveis como a dupla jornada, em que as mulheres precisam conciliar o trabalho em casa com o trabalho formal, o cenário é marcado por uma grande concentração de empreendedoras “por necessidade”.

São aquelas mulheres que buscam empreender como um complemento de renda familiar ou motivadas pelo desemprego.

Em casos desse tipo de empreendedorismo, a tendência é de maiores taxas de mortalidade dos negócios, se for levado em comparação com o empreendedorismo “por oportunidade”.

Muito dessa tendência se explica por questões relacionadas a dificuldades de planejamento, gestão financeira, além de ausência de experiência.

Como muitos negócios no empreendedorismo “por necessidade” acabam surgindo de forma “forçada”, muito mais por sobrevivência do que por um “instinto” empreendedor, a vida útil deles acaba não sendo muito longa.

O desestímulo

Talvez esteja aqui o principal obstáculo enfrentado pela mulher empreendedora. As condições econômicas, sociais e conjunturais no mundo dos negócios costumam prejudicar uma maior ascensão feminina sob a ótica do empreendedorismo.

Diante da pouca diversidade de gênero em cargos altos e de liderança das empresas, muitas mulheres se sentem desencorajadas e desestimuladas a abrir a sua própria empresa. Nesse sentido, o medo de fracassar acaba prevalecendo.

Outro fator determinante de influência nesse desestímulo é a educação desigual de gênero.

Em muitas partes do mundo ainda é elevado o número de mulheres privadas do direito de acesso à educação. Por ser o ambiente mais propício ao desenvolvimento de habilidades pessoais, muito delas, essenciais para o empreendedorismo, a escola acaba se tornando uma realidade distante para muitas jovens.

O sexismo, infelizmente, ainda é outro enorme desafio a ser enfrentado pelas mulheres no mundo dos negócios.

A discriminação baseada nos estereótipos de gênero se manifesta no ambiente corporativo desde a contratação por uma empresa, até o momento de abertura de um negócio.

As mulheres tendem a ter mais dificuldade do que os homens para um simples acesso ao crédito para os negócios, por exemplo.

Isso se deve a alguns aspectos, como a desconfiança de gerentes de banco em relação à capacidade da mulher de gerenciar um negócio, assim como também pode pesar a falta de experiência ou insegurança da mulher em negociar os empréstimos.

 

Nossa contabilidade tem uma equipe qualificada para atender a sua empresa. Se encontra dificuldade na abertura ou regularização da sua empresa, fale com a gente!

Profissional Liberal

Profissão liberal, saiba o que é e como se tornar um

Você já ouviu falar em profissão liberal?

Sem dúvida, essa é a alternativa perfeita para quem gosta de trabalhar por conta própria. Se pode buscar flexibilidade em horários.

Há dúvidas sobre como ser um profissional liberal. Então, leia esse artigo para saber mais sobre a profissão.

Basicamente, a profissão liberal permite que você tenha liberdade e flexibilidade no dia a dia.

Dessa forma, te dá liberdade para gerenciar os seus horários e organizar o seu dia.

Em geral os profissionais liberais são:

  • Profissionais da saúde;
  • Consultores financeiros;
  • Gestores;
  • Professores;

Assim sendo, o profissional liberal prefere trabalhar por conta própria. E não terá carteira assinada ou benefícios comuns de uma CLT.

Certamente, isso trás inúmeros benefícios para o liberal pois há diversos benefícios como:

  • Faz o seu horário de trabalho
  • Cria sua rotina
  • Precifica a sua função

No entanto, a profissão liberal exige muita disciplina. Além disso, precisa de algum conhecimento especifico para prestar serviço.

  • Formação universitária;
  • Cursos técnicos;
  • Ensino profissionalizante;
  • Cursos e treinamentos com certificado.

Vantagens e desvantagens

Sem dúvida os profissionais liberais têm chance de ganhar muito mais dinheiro do que os trabalhadores de carteira assinada. Pois, não estão sujeitos a nenhum tipo de teto salarial.

O lucro do profissional liberal está ligado a:

  • Capacidade de produção;
  • Organização de tempo e produção;
  • Competitividade com o mercado.

Assim, quem produz mais e melhor, possui vantagem. Então, antes de ser um, é necessário compreender que o chefe é você. Assim, se você não cumprir metas irá perder clientes.

Ao passo que outras preferem gerenciar o seu próprio negócio.

Logo, antes de fazer a sua escolha avalie com cuidado as vantagens e desvantagens listadas a seguir:

Vantagens

  • Não há hierarquia.
  • E o profissional liberal é o seu próprio chefe;
  • Grande flexibilidade de horários;
  • Facilidade de atendimento;
  • Liberdade para gerenciar a carreira;
  • Não há dependência do mercado
  • O profissional cria suas oportunidades;
  • Maior possibilidade de lucro;
  • Possibilidade de trabalhar em casa ou em escritório próprio;
  • Liberdade para investir e expandir o negócio.

Desvantagens

  • Não há garantia de renda fixa;
  • Não há seguro para acidentes;
  • Ser o único responsável por todos os aspectos do empreendimento (marketing, finanças, administração).

Diferença entre Liberal e Autônomo

Muitas pessoas associam a profissão liberal com os trabalhadores autônomos. Pois, apesar de existir diferenças importantes, há muita coisa em comum.

Por exemplo, ambos trabalham por conta própria e são os únicos responsáveis por seu sucesso. Assim, precisam ser ótimos gestores e ter boa produtividade.

O planejamento para seguir na profissão deve ser bem feito. Ser liberal é fazer a sua renda, e um mês poder ser bom e outro não. Logo, é necessário ter na ponta do lápis tudo que se gasta ou fatura.

Porém, ao contrário dos profissionais liberais, os autônomos não precisam de formação alguma. Assim o conhecimento de vida já lhe abre oportunidade de negócio.

Nesse sentido, as principais atividades realizadas pelos trabalhadores autônomos são:

  • Comerciante;
  • Esteticista;
  • Diarista;
  • Taxistas;
  • Pintor;
  • Auxiliar de construção;
  • Freelancers.

Fonte: https://administradores.com.br/

Se você tem dúvidas sobre este assunto entre em contato com a nossa contabilidade, podemos auxiliar e tirar todas as suas dúvidas.