Atendimento:

8:00 - 18:00

Ligue:

(82) 3336-4247

4 fatos que comprovam que as novas empresas devem investir em marketing

É comum que empreendedores que estão no processo de abertura do seu negócio esqueçam de planejar um item extremamente importante: O investimento em marketing! Neste texto vamos mostrar porque as novas empresas devem investir em marketing desde o início das operações.

Muitos empreendedores preferem adiar o investimento em marketing para quando a empresa estiver estabilizada e com dinheiro sobrando. No entanto, a falta desse investimento já no início impede o pleno crescimento da empresa, diminuindo a sua competitividade no mercado.

Veja abaixo 4 fatos que comprovam que as novas empresas precisam investir em marketing para que consigam alcançar o sucesso no mundo do empreendedorismo:

Marketing expande a visibilidade

Começar um negócio do zero é um grande desafio para empreendedores. O caminho até o reconhecimento é extenso e com muitos empecilhos. Desse modo, devemos encontrar maneiras de encurtar esse caminho e garantir nosso espaço no mercado.

Devemos considerar fatores como:

  • Competitividade na área;
  • Concorrência;
  • Demanda pelo produto ou serviço;
  • Custos envolvidos no negócio;
  • Legislação;
  • Entre outros.

Se você tem um plano de negócio bem estruturado, provavelmente já sabe quais os desafios que sua empresa precisará enfrentar. Sendo assim, o investimento em marketing deve ser seu grande aliado, pois ele proporcionará maior visibilidade e mostrará o diferencial da sua empresa em relação a concorrência.

No início das atividades, poucas pessoas vão conhecer sua empresa e você terá poucos clientes. Dessa forma, um bom planejamento das ações de marketing fará com que sua empresa esteja na memória das pessoas como mais uma opção de produto ou serviço.

Marketing fortalece a marca

Há estudos que mostram que a maioria das empresas no Brasil sobrevive em média de dois a cinco anos no mercado. Para não cair nessa estatística negativa, empresas novas precisam a todo momento fortalecer sua marca e buscar expandir seu mercado.

E para ter uma marca forte e reconhecida, é preciso investir em itens como:

  • Identidade visual;
  • Criação de site;
  • Ações de marketing digital;
  • Materiais gráficos;
  • Propagandas para mídia;
  • Entre outros.

Tudo isso tem custo e você deve colocar esse investimento no planejamento de marketing do seu negócio. Contudo, esse conjunto de ações de marketing vai colaborar para que a empresa fortaleça sua marca, ganhe credibilidade e caminhe em direção a prosperidade.

Comunicação eficiente com seu público

O marketing é extremamente importante para que você consiga se comunicar com seu público de forma eficiente. De nada adianta a empresa fazer promoções, ter um produto genial e o público não saber da existência da empresa.

Por isso, investir em marketing é também criar estratégias para conversar com seu público, melhorando o relacionamento com os clientes atuais e futuros clientes.

Fidelização dos clientes

Alguns estudos mostram que cerca de 65% do faturamento de uma empresa são de clientes fidelizados. E aí vem um problema: Se minha empresa está iniciando, como conquistar e fidelizar clientes?

É nesse momento que sua empresa deve investir pesado em marketing. Assim, o marketing lhe ajudará num primeiro momento a chamar a atenção do público para a existência da sua empresa.

Posteriormente, seu o investimento em marketing deve mesclar entre a conquista de novos clientes e fidelização dos antigos. Ou seja, é um investimento que precisa estar no seu planejamento desde a abertura da empresa e continuar avançando à medida que a empresa cresce.

Por fim, o investimento em marketing será crucial para que sua empresa esteja sempre competitiva no mercado e alcance o sucesso em sua área de negócio!

A importância do planejamento logístico para quem vai abrir um negócio

Embora a palavra planejamento evoque na mente métodos rígidos de controle, essa etapa na logística envolve também o gerenciamento de processos de negócios. Ou seja, quem vai abrir um negócio precisa de um sistema para supervisionar o movimento das mercadorias, além de ter o controle sobre elas.

O planejamento logístico é importante, então, para supervisionar, analisar e implementar um fluxo de trabalho eficiente. Do ponto de criação ou produção até o ponto de consumo, o planejamento estabelece ações concretas para a boa execução do trabalho.

Dito isso, pensemos agora em um negócio que esteja prestes a abrir. Não é fácil encontrar soluções eficientes no primeiro momento, principalmente quando o gestor não tem experiência.

Portanto, vamos entender melhor por que o planejamento logístico é importante para as empresas que estão começando.

Obter métricas fundamentais

O planejamento logístico envolve diversas métricas que serão fundamentais para o gerenciamento futuro do negócio. O tempo de ciclo despendido na logística e o custo de todo o processo são exemplos de recursos excelentes obtidos pelo planejamento logístico.

Importância para a reputação do novo negócio

Os primeiros meses e anos de trabalho serão fundamentais para estabelecer uma imagem forte do negócio. O posicionamento tomado nesse período pode ser decisivo. Por isso, é fundamental adequar a logística nesse sentido.

O planejamento logístico precisa ser bem criterioso e estabelecido para que as entregas sejam feitas da maneira que foram planejadas. Dessa forma a marca se consolida no mercado como uma empresa eficiente, e demonstra para o público e para os concorrentes que possui razões para ser também confiável.

Competitividade

Outra dificuldade de quem vai abrir um negócio é a competitividade. As demandas são atendidas por outras empresas, e o público confia nessas marcas. Chegar disputando um espaço com quem já está consolidado é bastante complexo. A logística, nesse ponto, não deve ser vista como um desafio, mas como uma oportunidade.

Hoje em dia o consumidor está mais atento a todo o processo, da compra em um e-commerce à entrega pela transportadora. Pense, então, na logística como um diferencial para sua empresa. Por que não mostrar que o negócio é diferente, no sentido de ser melhor que a concorrência? Esse é um bom caminho para se destacar.

Redução de custos

O planejamento logístico de um negócio que está começando também é importante para a redução de custos. As primeiras operações vão demonstrar os gastos que o processo inteiro terá. Com isso você obterá novas informações que permitirão melhorar o planejamento, tendo em vista a economia.

Por exemplo: com o planejamento logístico é possível determinar a melhor rota de entrega. Você passa a conhecer o caminho mais curto, seguro e barato. Não só o dinheiro será economizado, mas também o tempo.

Outra redução de custo importante diz respeito às embalagens e os investimentos em mercadorias. Você consegue reduzir os tamanho dos produtos, sem reduzir a quantidade, poupando bastante espaço.

Cabe mencionar aqui também a importância de se estruturar os recursos em um sistema. O planejamento logístico sempre dependerá do modelo estruturado de negócios. Ou seja, será importante recorrer a uma organização, um fluxograma eficiente. De nada adianta estruturar um excelente planejamento sem uma contabilidade bem-feita, por exemplo.

Por isso, recomendamos fortemente a utilização de um sistema contábil. Dessa forma, você começa pelo princípio, que é a gestão eficiente do caixa.

Como um bom planejamento financeiro pode garantir a saúde da sua empresa

A saúde financeira da empresa é uma das principais preocupações de qualquer gestor. Afinal, lucro não é apenas o grande objetivo, mas o capital é essencial para a evolução e sobrevivência do negócio. Por esses motivos, o planejamento financeiro é essencial.

Este conceito envolve o controle completo das finanças do negócio, sendo uma forma de diagnosticar o estado dele. Então, se você quer garantir a saúde da sua empresa, confira porquê o planejamento financeiro é tão importante e algumas dicas de como fazê-lo.

Por que o planejamento financeiro é tão importante?

Ao fazer um planejamento financeiro, o gestor de uma empresa faz um controle de todos os gastos e entradas. Assim, fica claro o motivo pelo qual esta prática é tão importante: o gestor reúne informações valiosas. Em outras palavras, ele sabe exatamente quais são os gastos e entradas passadas e pode fazer projeções sobre o futuro.

Então, por exemplo, o gestor pode analisar suas contas e saber o quanto tem disponível para fazer certos investimentos. Enquanto isso é crucial, muitas empresas compram apenas por necessidade. Investem em máquinas, por exemplo, sem nenhuma certeza de que haverá verba para cobrir. Por isso, a empresa acaba tendo grandes problemas.

Resumidamente, o planejamento financeiro é essencial para que o gestor tenha informações precisas de como este recurso pode ser usado. Por outro lado, não ter esta preocupação é um risco.

Sem saber exatamente quais são as despesas, pode ser que exista um erro na precificação dos produtos e serviços, por exemplo. Outro problema comum é não haver um controle de recebimentos adequado.

Os problemas mais graves surgem quando a falta de planejamento financeiro afeta os aspectos mais básicos da empresa. Primeiramente, o capital de giro. Não ter o recurso para pagar as contas do dia a dia é um problema que leva à falência de muitas empresas.

Em seguida, existe a questão do próprio lucro. Afinal, este é o objetivo de toda empresa capitalista, mas como você sabe que está o alcançando sem um planejamento financeiro adequado?

Como fazer o planejamento financeiro?

Ficou claro que o planejamento financeiro tem dois grandes objetivos: fazer um diagnóstico do estado da empresa e trazer informações para a tomada de decisões. Porém, como fazê-lo de maneira adequada?

Em muitas empresas, especialmente as menores, isso ocorre de forma informal. Ou seja, o próprio gestor faz este controle e, durante um tempo, ele é o suficiente. Porém, conforme a empresa se estabelece no mercado e cresce, a complexidade das finanças também cresce.

O ideal é que, quando chegue este momento, o gestor tenha alguma forma de apoio para fazer o planejamento financeiro. Felizmente, no mercado atual, existem diversas opções. Ter um departamento interno de contabilidade é uma solução para empresas maiores, nem sempre vale o custo.

Por outro lado, ter uma contabilidade terceirizada e um software de gestão financeira ajudam a fazer este controle. Implementar estas soluções é uma forma de fazer o planejamento financeiro, com um bom custo-benefício.

Então, para concluir, vale a pena fazer o planejamento financeiro para alcançar os seguintes objetivos:

  • Reduzir custos;
  • Aumentar os rendimentos;
  • Evitar erros, tanto de gestão financeira, como de fiscalização;
  • Ter a capacidade para lidar com emergências;
  • Tomar decisões com mais propriedade.

Portanto, se você ainda não tem um planejamento financeiro mais sofisticado na sua empresa, estes objetivos mostram como esta prática pode valer a pena.

A importância da contabilidade no processo de abertura de empresas

Ao começar a abrir uma empresa, o gestor tem várias preocupações de diferentes tipos, como qual o melhor equipamento tecnológico comprar ou qual a melhor localização para o seu negócio.

No entanto, deve ter em mente que a Contabilidade é muito importante nesta fase. Por isso, deve se preocupar com ela.

Escritório de Contabilidade ou um contador profissional são fundamentais para qualquer empresa. Eles são aqueles que vão cuidar de todas as questões financeiras e tributárias para a abertura, além de ajudar na tomada das melhores decisões para que o negócio se desenvolva.

No momento da abertura de uma empresa, a Contabilidade se torna imprescindível. O profissional do ramo vai ajudar o empreendedor a entender as tributações, verificar quais tipos de documentos são necessários, qual o posicionamento que o negócio pode tomar assim que for aberto e qual o seu direcionamento para alcançar o caminho certo.

Contabilidade na abertura de empresas

É muito comum que as pessoas acreditem que a contratação de um contador só se faz necessária para cuidar das contas da empresa que já está aberta.

No entanto, ele também pode ajudar na abertura, na manutenção e no encerramento das organizações. Segundo o Conselho Regional de Contabilidade (CRC), está estabelecido que todos os negócios necessitam de acompanhamento e da contabilização da sua movimentação, por meio de um contador registrado.

Hoje, o processo de abertura de uma empresa está mais simplificado. Mesmo assim, as burocracias existentes no processo ainda são muito preocupantes, com a necessidade de se seguir estritamente as leis e normas específicas.

Com uma Contabilidade bem estruturada, o empreendedor poderá garantir que a abertura de sua empresa prospere, pois todos os seus dados e documentação estarão em dia.

A Contabilidade pode ajudar a partir do momento da escolha do formato ideal de seu empreendimento. Ela avalia o que você vai realizar, qual a previsão de faturamento e quais as burocracias existentes que podem influenciar nas decisões do empreendedor.

O profissional de Contabilidade tem competência para fazer com que não aconteçam erros que custem muito dinheiro para o empreendedor, além de atrasar a abertura do negócio. Ele está acostumado com todo o processo e sabe muito bem como guiar o novo gestor para alcançar a eficiência.

Contabilidade como aliada

A Contabilidade será como um filtro para que as decisões mais complexas que um empreendedor precise tomar ao abrir seu negócio sejam feitas de forma inteligente.

Um contador ao lado do gestor na hora da abertura do empreendimento ajudará a lidar com o excesso de papelada. Ele mostrará como funcionam os trâmites em órgãos públicos e como evitar erros em documentação, para não atrapalhar a abertura do negócio.

Com uma Contabilidade Ativa, dentro do seu negócio ou terceirizada, o empreendedor pode sempre tirar as dúvidas que apareçam. O contador ajudará a guiar suas decisões por meio do caminho certo.

Por isso, caso você esteja pensando em abrir o seu negócio, dê importância ao trabalho da Contabilidade. Ela é uma das partes importantes para que seu empreendimento cresça e tome forma.